segunda-feira, 18 de junho de 2012

Marcha do parto em casa - Resultado pelo Brasil!!

Semana passada fiz vários posts falando sobre a Marcha do parto em casa, convocando todos que simpatizam com a causa para aderir ao nosso movimento. Resultado: REPERCUSSÃO NACIONAL E NOVA REPORTAGEM NO FANTÁSTICO - Mulheres saem em defesa do parto domiciliar!!

Nem vou me estender nas palavras... eu só tenho a dizer que essa marcha marcou a história da obstetrícia e da luta na humanização no atendimento ao parto: FOI A COISA MAIS INCRÍVEL QUE EU JÁ VI NA MINHA VIDA!!! Milhares de pessoas se mobilizando pelo Brasil afora, para gritar para o mundo ouvir:  EU VOU DECIDIR AONDE E COM QUEM VOU PARIR!! O PARTO É MEU, A DECISÃO É MINHA!!

Confiram algumas fotos e vídeos do movimento pelo país:

São José dos Campos (participei aqui):
















São Paulo:




Rio de Janeiro



Brasília - DF



Belém - Pará




Sorocaba - SP

Florianópolis:

Campinas:

Curitiba - PR
Salvador - BA


Fortaleza - CE
http://g1.globo.com/videos/ceara/bom-dia-ce/t/edicoes/v/mulheres-participam-de-marcha-a-favor-do-parto-em-casa-em-fortaleza/1998382/

Porto Alegre - RS
http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/teledomingo/videos/t/edicoes/v/mais-de-100-mulheres-se-reuniram-em-marcha-em-respeito-ao-parto-em-casa/1997955/


Reportagens:
http://vilamulher.terra.com.br/elas-defendem-o-parto-em-casa-8-1-53-264.html
http://www.spressosp.com.br/2012/06/manifestacao-defende-o-direito-da-mulher-escolher-o-local-do-parto/

Fotos Casa Moara: http://casamoara.com.br/marcha-do-parto-em-casa/


Há ainda pelo menos mais 19 cidades que não adicionei, mas que vou add aos poucos, a medida que eu for encontrando fotos e tendo mais tempo. Por um último levantamento, pelo menos 31 cidades participaram da Marcha!!!

VIU CREMERJ, O QUE DÁ MEXER COM GENTE INFORMADA????
CUIDADO, VOCÊS VÃO ACABAR PASSANDO VERGONHA NA FRENTE DE QUEM JULGAVAM SER DESINFORMADAS E PASSIVAS!!!

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Marcha do Parto em casa - Saiba onde acontecerá!!





via Marina Bagnara Fernandes:

Essa marcha é parte de um movimento NACIONAL que vem sendo articulado essa semana nas redes sociais. A motivação foi o pronunciamento do Cremerj contra o médico Jorge Kuhn por ter se manifestado no FANTÁSTICO deste domingo a favor do parto domiciliar em gestações de baixo risco. 
Não é um movimento de apologia ao parto domiciliar, mas uma reivindicação ao direito de escolha. Hoje existem evidências científicas mostrando o parto domiciliar como uma possibilidade segura quando assistido adequadamente. Existem também evidências de que cesáreas agendadas ou sem indicação precisa são prejudiciais tanto às mães quanto aos bebês, e mesmo assim sofremos de uma verdadeira epidemia de nascimentos cirúrgicos.
Marchamos para protestar quanto ao abuso do corporativismo médico, que finge ignorar a violência obstétrica e a prática inadequada de inúmeros profissionais, enquanto persegue de forma hipócrita quem ousa respeitar a gestante em primeiro lugar . Marchamos para inspirar um novo olhar sobre a forma de nascer no Brasil e em nossa cidade. Marchamos por mais respeito e por uma assistência obstétrica de melhor qualidade. Marchamos pelo direito de escolha. Marchamos por acreditar no parto e no protagonismo da mulher. 
MARCHA DO PARTO EM CASA

Rio de Janeiro - RJ
Local: Praia de Botafogo, altura do IBOL - Passeata até o CREMERJ (Rua Farani)
Data: 17 de Junho, domingo
Horário: 10h da manhã
Contatos: Ingrid Lotfi (21) 9418-7500

São Paulo - SP
Local: Parque Mário Covas
Av. Paulista, 1853 (entre a Pe. João Manuel e a Min. Rocha Azevedo) - Passeata até o CREMESP
Data: 17 de Junho, domingo
Horário: 14h
Contatos: Ana Cristina Duarte (11) 9806-7090

São José dos Campos - SP
Local: Praça Affonso Pena perto dos brinquedos
Data: 16 de junho, sábado
Horário: 10h da manhã
Contato: Flavia Penido (12) 91249820

Campinas - SP
Local: Praça do Côco /Barão geraldo
Data 17 de junho, domingo
Horário: 14h da tarde
Contato: Ana Paula (19) 97300155

Ribeirão Preto - SP
Local: Esplanada do Teatro Pedro II
Data: 16 de junho, sábado
Horário: 14h da tarde
Contato: Marina B Fernandes (16) 9963-9614

Sorocaba - SP
Local: Parque Campolim
Data 17 de junho, domingo
HOrário: 10h da manhã
Contato: Gisele Leal (15) 8115-9765

Ilhabela - SP
Local: Praça da Mangueira
Data: 17 de junho, domingo
Horário: 11h da manhã
Contato: Isabella Rusconi (12) 96317701 / Alejandra Soto Payva (12) 91498405

Vitória - ES
Local: Praça dos Namorados - Ponto de encontro em frente ao Bob´s
Data: 17 de Junho, domingo
Horário: 17h
Contatos: Graziele Rodrigues Duda (27) 8808-8184

Brasília - DF
Local: próximo ao quiosque do atleta, no Parque da Cidade - Passeata até o eixão
Data: 17 de Junho, domingo
Horário: 09h30h da manhã
Contatos: Clarissa Kahn (61) 8139-0099 e Deborah Trevisan (61) 8217-6090

Belo Horizonte - MG
Local: Concentração na Igrejinha da Lagoa da Pampulha
Data: 16 de junho, sábado
Horário: 12h30 da tarde
Contato: Polly (31) 9312-7399 e Kalu (31) 8749-2500

Recife - PE
Local: Marco Zero, Recife Antigo
Data: 17 de junho, domingo
Horário: 15h da tarde
Contatos: Paty Brandão (81) 8838 5354 \ 9664 7831, Patricia Sampaio Carvalho

Fortaleza - CE
Local: Aterro da Praia de Iracema
Data: 17 de junho, domingo
Horário: 17h da tarde
Contato: Semírades Ávila (85) 9984.0694

Salvador - BA
Local: Cristo da Barra até o Farol
Data: 17 de junho, domingo
Horário: 11hrs da manhã
Contato: Daniela Leal (71) 9205-9458, Anne Sobotta (71) 8231-4135 e Chenia d'Anunciação (71) 8814-3903 / 9977-4066

Curitiba - PR
LOcal: Rua Luiz Xavier - Centro - Boca Maldita
Data: 16 de junho, sábado
Horário: 11 hrs da manhã
Contatos: Inês Baylão (41) 9102-7587

Florianópolis - SC
Local: Lagoa da Conceição - concentração na praça da Lagoa, onde acontece a feira de artesanatos
Data: 17 de Junho, domingo
Horário: 15h da tarde
Contatos: Ligia Moreiras Sena (48) 9162-4514 e Raphaela Rezende (raphaela.rnogueira@gmail.com)

Porto Alegre - RS
Local: Parque Farroupilha (Redenção), Concentração no Monumento ao Expedicionário
Data: 17 de junho, domingo
Horário: 15:00hrs
Contatos: Maria José Goulart (51) 9123-6136 / (51)3013-1344

Aqui a matéria sobre a retaliação do CREMERJ:http://www.jb.com.br/rio/noticias/2012/06/11/cremerj-abrira-denuncia-contra-medico-que-defende-parto-domiciliar/


Aqui está a matéria veiculada no Fantástico:
http://globotv.globo.com/rede-globo/fantastico/t/edicoes/v/parto-humanizado-domiciliar-causa-polemica-entre-profissionais-da-area-de-saude/1986583/

terça-feira, 12 de junho de 2012

Tudo tem um começo... seja ele qual for!!



Vamos começar???


Essa capa está à disposição para todos que quiserem aderir à nossa marcha!

Em São José dos Campos e região, acontecerá no dia 16 de junho, às 10h da manhã, com concentração na  praça Afonso Pena, no centro. Levem seus apitos!!!

http://www.facebook.com/events/388832441165215/

Repúdio à ação do CREMERJ - Via Sabrina Ferigato

Repudio à ação do CREMERJ, e em defesa de Jorge Kuhn e todos os médicos que defendem publicamente o direito da mulher ao parto domiciliar. 

Todo profissional tem o direito de se posicionar livremente, especialmente no que diz respeito às práticas em saúde que possibilitam diferentes posicionamentos tecnico-ético-políticos. O parto domiciliar é uma possibilidade para gestantes em diversos países do mundo, inclusive por países que possuem um modelo de atenção obstétrico muito mais respeitado que o modelo brasileiro, que é um dos recordistas mundiais em cesarianas (na maioria das vezes desnecessárias). A ação do CREMERJ é um ato de violência contra os profissionais médicos, que tem sido cada vez mais coagidos a agir da maneira imposta pelas entidades de classe, independentemente de seu posicionamento crítico. Diversos estudos científicos embasam o trabalho realizado por profissionais do parto domiciliar e o posicionamento do prof Dr. Jorge Kuhn também é cientificamente respaldado. A liberdade de expressão é uma das bases da sociedade democrática, e a matéria imparcial apresentada pelo Fantástico não apresentou nenhum posicionamento criminoso ou antiético passível de uma denúncia dessa natureza. Ações como essas nos remetem mais à uma ditadura coorporativista do que a ação de um conselho profissional.
Do ponto de vista clínico e da responsabilidade Sanitária, as entidades médicas e obstétricas, ha muito tempo já deveriam ter se organizado para combater as abusivas e inexplicáveis estatísticas de cesarianas, essas sim, sem nenhuma justificativa clínica, obstétrica ou científica. O que será que move esse tipo de conselho e a obstetrícia brasileira?!
A humanização do parto precisa ser ampliada para um processo de humanizar o direito do médico e de qualquer profissional poder pensar, estudar, agir e escolher seus referencias teórico-práticos, experimentar diferentes possibilidades de encontro com a mãe-bebe e poder se posicionar sem medo de ser nacionalmente coagido.


Sabrina Ferigato



O vídeo abaixo é o parto da Sabrina, que originou a reportagem do Fantástico e acessado mais de 2milhões de vezes!! Simplesmente lindo, incrível, lindo!!!



Texto de Otávio Kuhn, em apoio a seu pai, Jorge Kuhn

Lindas palavras do filho do Jorge Kuhn

Compartilhado do Dr. Ricardo Herbert Jones



Para os que sofrem de normose crônica, que rejeitam a mudança, que calcificaram sua criatividade, e que se negam a crescer através do respeito ao direito do outro, NÃO leiam o texto abaixo. Caso contrário, leiam e se emocionem com a defesa que um filho faz do seu pai, meu amigo Jorge. Caríssimo amigo, você é um exemplo para todos nós, e o amor do seu filho é a penas o reflexo de seu amor pela nossa profissão e pelas mulheres e seus filhos.
___________________________________________________

Otavio Cavalcante Kuhn

* Texto pra quem acredita (de verdade) na liberdade, se juntem a nós. Dispenso a leitura de quem acha que leva uma vida boa e não faria nada pra mudar:

Quando eu era pequeno, sempre que me perguntavam o que eu queria ser eu dizia: Médico e Professor da Escola Paulista de Medicina. Se bobear algumas vezes ainda devo ter falado que queria ser obstetra. Por quê? Pra mim parece simples, nasci na casa certa para crescer com esse diálogo, cresci vendo o homem mais apaixonado pela própria profissão que já conheci. E, para amar tanto assim uma profissão, ele ama, acima de tudo, a humanidade e a natureza. Num mundo em que todos correm pelo dinheiro, ele me ensinou que tudo o que eu fizesse com amor eu seria bem-sucedido. Esse exemplo de homem, Jorge Kuhn, é meu pai, meu maior exemplo, meu herói, meu melhor amigo. Ele casou com minha mãe, Esmerinda Cavalcante, ou Mema, outro exemplo na minha vida, nunca vi alguém amar o "ninho" desse jeito, exemplo de como criar com amor. E haja coração nessa mãe, porque o que ela reza pela gente não está escrito.

Bom, não só amando a profissão, mas amando a família acima de tudo, ele me mostrou o verdadeiro significado de "família", algo que foi esquecido hoje em dia. Não tenho vergonha alguma de dizer na frente do mundo todo que amo meu pai, que sempre vou amá-lo, que agradeço do fundo do coração por ter nascido nessa família.

Qual foi o resultado dessa criação? Bom, tenho duas irmãs magníficas, Clara Kuhn e Renata Kuhn, com os maiores corações que já conheci, que amam o que fazem e junto comigo, ainda nadam contra essa corrente acéfala que arrasta a maioria hoje em dia (ou alguém conhece um trio composto por: uma Pediatra que ama atuar na saúde pública por poder ajudar as pessoas com menores condições financeiras, sem pensar um tiquinho no dinheiro; uma hoteleira/marketing que atravessou o mundo e foi morar no Paquistão por amor, sem contar a organização de um projeto social que já dura anos; e um estudante de engenharia que nunca pensou em exercer essa profissão pelo dinheiro?).

Um dos grupos de humanização de partos do qual meu pai faz parte organiza todos os anos uma viagem, na qual se encontram pais, mães, e filhos (MUITOS!). Uma vez um dos pais veio me dizer que acha um barato eu e minhas irmãs participarmos destes eventos (tendo em vista que somos os únicos com idade maior que 20 anos). Eu participo mesmo, e participarei todas as vezes que puder, pois estar com minha família, e ver de perto a admiração que estas mães têm pelo meu pai é algo sem preço. Admiração por quê? Pois ele preza a liberdade de escolha das mulheres, ele respeita o parto, sabe que é um momento único na vida de uma mulher, e não vai simplesmente "passar a faca" no dia mais importante de sua vida para chegar em casa à tempo de ver a novela.

Se você teve paciência de ler até aqui, agora vai a explicação do por quê deste texto. Dois dias atrás meu pai apareceu em uma matéria no Fantástico, sobre o parto domiciliar. Ele falou com propriedade as contra-indicações e disse que "o parto não é um ato cirúrgico, o parto é um ato natural" (eu vivo 24 anos na mesma casa que este homem e sei a propriedade com a qual ele fala, ele ama estudar, e tudo aquilo que faz tem embasamento em Medicina baseada em Evidências e mais de 35 anos de estudos). Resultado? O CREMERJ (Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro) veio então, por nota oficial, comunicar que entrará com uma denúncia contra meu pai, uma denúncia por ele defender o parto domiciliar.

Vamos lá então, se meu pai será crucificado por estar entre a minoria que apóia a liberdade da paciente, que o Brasil seja crucificado por ser a minoria do mundo que prefere a cesárea ao parto normal (sim, o Brasil possui o maior índice, e não é pela cesárea ser o certo). Se meu pai será denunciado por amar o que faz, que denunciem todos aqueles que vivem com amor, e que esse mundo seja transformado em um inferno de ódio. Se meu pai será denunciado por passar horas trabalhando, enquanto o Fulano já fez sua cesárea e está em casa assistindo ao Jornal Nacional, que denunciem o Mandela, o Ghandi, Jesus Cristo, e todos aqueles que trabalharam forte por um mundo melhor.

Estou morando fora do país desde Setembro passado, minha vontade era estar no Brasil para batalhar por aqueles que amo, e, acima de tudo, por aqueles que AMAM. Convido a todos que participem da Marcha do próximo Sábado (16) e domingo (17) (http://www.facebook.com/events/103917906416661/). Essa marcha é muito mais que uma marcha pelo parto, é uma marcha pelo que foi esquecido há muito, a liberdade de expressão e escolha.Hoje cheguei à certeza de tudo o que sempre pensei, vivemos sim numa ditadura. Façamos barulho então, parem a Avenida Paulista e todas as principais avenidas do Brasil, e quem ficar em casa pois acha isso "bobagem de arruaceiros", tenho pena de vocês. Convido a todos para um luta pelo que foi esquecido há muito tempo, a liberdade! É para mostrar que não somos robôs deste sistema, no qual o CRM é um pretexto para se ter status, e para esquecer o um dia feito "Juramento de Hipócrates" (ou eu li errado em algum lugar e o nome é Juramento de Hipócritas?).

Otávio Cavalcante Kuhn dos Santos, filho de Jorge Kuhn com orgulho!

Marcha do Parto em casa - Porque abelhas que fabricam doce, também ferroam... e ferroam mesmo!

Desde o último domingo, dia 10 de junho, ouve-se no Brasil um clamor... ouve-se no Brasil gritos e choros revoltosos e ao mesmo tempo, esperançosos... Por quê?? Explico:

No domingo dia 10 de junho, o Fantástico apresentou uma reportagem que (para minha grande surpresa) não retalhava ou falava mal sobre o Parto Domiciliar. Confesso que fiquei um pouquinho frustrada pela "curteza" da reportagem, mas feliz a beça porque buscaram em pessoas devidamente creditadas e do meio ativista do movimento pela humanização do parto. Link do vídeo abaixo:

http://globotv.globo.com/rede-globo/fantastico/t/edicoes/v/parto-humanizado-domiciliar-causa-polemica-entre-profissionais-da-area-de-saude/1986583/

Fiquei tão feliz em ver pessoas engajadas na causa, que já conhecia da internet, como a Ana Cris Duarte e o Dr. Jorge Kuhn que comecei a pensar em ver uma luzinha no final do túnel... será que finalmente, esse foi o primeiro passo dado para mudar o modelo biomédico de atendimento ao parto?? O protagonismo seria restituido à mulher e sua família??
Poxa, que ótimo, que maravilha, que coisa boa!! Isso é incrivel e... está bom até demais... estava bom demais pra ser verdade...

Menos de 24 horas depois, uma notícia chega via FB através do site Jornal do Brasil: O CREMERJ (Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro) anuncia que abriria uma denúncia contra o dr. Jorge Kuhn por se pronunciar a favor do parto domiciliar.
http://www.jb.com.br/rio/noticias/2012/06/11/cremerj-abrira-denuncia-contra-medico-que-defende-parto-domiciliar/#.T9Z-W_qGI_8.facebook&h=EAQF7HtmuAQGXlb7cecaHMVIfoAHd4dwVLnhst9kShDRsRQ

Essa notícia caiu como uma bomba no meio de uma multidão de ativistas, esperançosos pelas mudanças desse sistema obstétrico violento e desumano... caiu como uma pedrada em uma enorme colméia de calmas e tranquilas abelhas a cultivar o doce mel das flores silvestres... peraí!! ABELHAS???

Alguém aí já viu o que acontece quando uma colméia é atacada??
Sim... aquelas minúsculas abelhas são capazes de atacar em conjunto, um animal milhoes de vezes maior que elas, como um urso ou um ser humano, por exemplo, podendo leva-lo à morte dependendo da fúria do ataque... e foi o que aconteceu!!

Na mesma segunda feira em que a notícia foi publicada, ativistas da humanização espalhadas pelo Brasil inteiro se mobilizaram e em questão de horas, organizaram uma marcha que acontecerá nesse final de semana, para repudiar a atitude do CREMERJ e ainda gritar pelo direito de escolha do local do parto e do seu protagonismo no seu próprio parto!!

Por isso, convidamos a todos os que simpatizam com a causa da humanização e da restituição do protagonismo a comparecer nas marchas que acontecerão pelas cidades do Brasil!! Vamos gritar pelo nosso direito de parir onde quisermos e por tantos outros direitos que nos são roubados nos partos em praticamente todos os hospitais do país, transformando mulheres e bebês em produtos de uma linha de produção em massa!!! SOMOS HUMANOS, AMAMOS, SENTIMOS, NÃO SOMOS MERCADORIA!!!

CUTUCARAM A COLMÉIA ERRADA!!!

De ontem pra hoje, vários textos de repúdio e apoio ao ativismo e ao dr. Jorge Kuhn foram lançadas nas redes sociais!! Listo abaixo os links de posts destes textos. Vale muito a pena!

Repúdio de Sabrina Fericato à ação do CREMERJ

Carta de apoio ao dr. Jorge Kuhn, de seu filho, Otávio Kuhn

VAMOS ÀS RUAS REIVINDICAR O DIREITO DE PARIR ONDE QUISERMOS!! VAMOS FAZER MUITO BARULHO, PELO DIREITO DE FABRICAR NOSSO DOCE MEL EM PAZ!!!


Em São José dos Campos, nossa marcha será no dia 16 de junho, sábado, ás 10h da manhã, com concentração na Praça Afonso Pena, no Centro. Essa marcha é para toda a região do Vale do Paraíba!!