sábado, 30 de abril de 2011

Meu relato de parto!!

Minha amiga Aline (que amo demais da conta) me deu a idéia de colocar o meu relato de parto em meu próprio Blog - Claro, pq não? é uma ótima idéia. Assim, além de divulgar as informações, mostro que eu mesma já vivi isso na própria pele!!

Hoje em dia, sou a orgulhosa mãe da Verônica Maria, minha sapequinha, que enche minha vida de toda felicidade do mundo!!! Ela tem 1 ano e 2 meses! Nasceu dia 02/02/2010. Aqui vai meu relato:

Dia 01/02 eu tava super bem. Acompanhei meu marido até o ponto de onibus, voltei a pé, lavei roupa até umas 14h e fikei o resto do dia descansando. Eu só cismei q algo poderia acontecer nos próximos dias, pq meu intestino do nada, resolveu funcionar umas 3 ou 4x nesse dia, e isso p mim, é um recorde... só fui mais q isso no banheiro qdo tive virose XD!!

Na madrugada do dia 02/02, como de costume, levantei várias vezes p ir no banheiro e tds elas, tava com dor nas costas. Mas p mim era normal levantar c dor nas costas, só q reparei q estava diferente, pois não passou com o andar pela casa e espreguiçar... porém, consegui voltar a dormir até a 3ª vez, q não deu p skecer a dor. Era fraco, mas incômodo. Deitei e fikei lah, com a dorzinha. Levantei de novo, fui no banheiro e nessa 4ª vez, sentada, notei q a dor ia e voltava, fraquinha, mas sentia q eram ondas... ou, as contrações. Fui p sala, peguei almofadas, agenda e caneta. Voltei p quarto, amontoei as almofadas p rebolar em cima (dica da Rebeca) e comecei a anotar os horários q vinham as contrações. A primeira marquei foi as 5:50, mas jah tinha começado a notar as ondas talvez por volta das 4:30. Fui marcando e contando os minutos, intervalos entre 3 e 6 minutos. Vi amanhecer, fikei assim até umas 6:30, qdo jah meio cansada de fikr sentada e com sono, deitei ao lado do Sig. Ele notou na hora q algo tava acontecendo, qdo numa contraçao abracei ele forte e nao csgui responder qdo ele perguntou. Ele marcou comigo mais algumas contrações, msm intervalos. Ele resolveu me levar p escritorio com ele (na casa da mãe dele) aí ele trabalhava e eu ficava na pte de baixo, com minha cunhada e minha sogra. Enqto nao dava hora, liguei p minha amiga Flávia Penido, que é doula (e dona do Blog Bebedubem) e falei o q tava acontecendo... era +- 8h da manha...

Ela falou p eu ir p chuveiro quentinho e ficar lah até qdo eu aguentasse, p ver se não era TP falso. Fui lah e o Sig improvisou um banquinho com um balde de boca p baixo e uma camiseta em cima p eu sentar. Fikei uns 40 minutos, e as contrações continuaram, mas com intervalo agora de 7 a 8 minutos. Fomos p casa da mãe dele e assim q cheguei, tds notaram minha cara de ><' . Meu cunhado arrumou a cama dele p eu deitar (a mais fofa de tds, pq é a unica de solteiro) e fikei lah um tempo, tentando descansar. Minha cunhada veio ficar comigo e pedi p ela ir marcando o tempo e duraçao das contrações p mim num site q tem o contador on line. Estavam novamente entre 3 a 5 minutos e com duração de +- 1 a 2 minutos. Umas 11h a Flávia me ligou e perguntou se eu tinha conseguido dormir, perguntou como eu estava e disse q chegaria lah em 1h.
Menos de 1h dps ela chegou, com uma baita bola de borracha, prateada. Eu estava deitada na cama, segurando nas grades (o pior jeito de ficar, toda contraída). Ela falou q deitava as contraçoes são mto mais doloridas e me ajudou a levantar. Pediu roupas mais frescas p minha cunhada p eu vestir e começou a me ensinar exercicios de respiração. Nisso, ela lgou p Kátia, uma parteira amiga dela, perguntando se ela poderia ir lah me examinar. Ela nao prometeu, pois tava indo p uma cidade vizinha avaliar uma mãmae e seu RN, mas faria o possivel p ir a tarde.
Minha cunhada nos levou p quarto dela, onde era mais arejado. Ali a Flávia me colocou na bola e me ensiou exercicios p ajudar o bb a encaixar na pelve e ajudar a abrir e tb, ajudar na dilatação do colo e descida do bb.


Me ofereceram almoço, mas eu não conseguia comer, tava com um pco de enjoo (sempre q sinto dor, meu estomago fica ruim, nao consegue receber sólidos). Tentei comer um pedacinho de franco com arroz e caldo de feijão, mas só foram 2 garfadinhas e nada mais. Me deram suco de maracujá e esse eu bebi. As contrações continuaram e a Flávia achou melhor recomeçar a marcar. Dps disso me mandou p chuveiro de novo e continuou marcando. Fikei lah mais de 1h e voltei p quarto...

Eu tava com mto sono, pq no caso, as dores q comecei sentir sem dormir, sem marcar eram ainda de madrugada e até então, umas 15h jah, eu nao tinha dormido. Ela falou p eu tentar dormir, mas dei uma cochilada apenas de uns 40 minutos (e só csgui tb pcausa dos exercicios, q aliviam e mto a dor). Um pco antes das 16h, as dores vieram com bastante força e eu deitada, parecia q meus ossos iam abrir ali msm, tamanha pontada!! Qse chorei... mas não keria ir p hospital, pq tava decidida a não ter parto induzido e nem keria qqr tipo de intervenção (e isso pelo SUS é o q mais tem). A Flávia me perguntou se eu keria ir p Hospital e ver o q dava e eu perguntei se ela tinha idéia se eu jah podia estar com dilatação. Ela nao sabia, pois as doulas não fzm exames de toque nem nada, apenas nos ajudam com a companhia, exercicios e massagem (que é a coisa mais deliciosa do mundo na hora da contração). Voltei pra bola e nesse momento a Kátia, a parteira, ligou. Perguntou se eu ainda tava lah e como tava o TP. Avisou q jah tava a caminho p me examinar e talvez, menos de 1h dps ela chegou, viu a situaççao e falou q com ctza, logo logo minha bb estaria comigo! Era +- umas 16:45
Ela pediu q eu deitasse e dps me perguntou se eu permitia q ela fizesse o exame de toque p ver se eu tinha dilatação (nesse tipo de parto q eu escolhi, o natural, eu q decido td, até msm se eu kero ou não ter exame de toque). Ela fez e na hora, deu um baita sorriso e falou "olha só que maravilha!! Tah com qse 8 cm de dilatação. Meu bem, jah pode ir pro hospital!! Tem gente chegando".
Minha sogra tava na janela. So olhei p ela e falei "Por favor, chama o Sig... vamos pro hospital". Ela subiu na hora e menos de 3 minutos dps, ele desceu. Elas me ajudram a me levantar, calçar o chinelo, pegar a bolsa e ir p carro - detalhe q tinhamos posto caixa de som e contrabaixo no carro, p tocar no Grupo de oração... não deu tempo de tirar a caixa de som XD - Entrei no carro e minha sogra foi do meu lado p me segurar nas curvas, pois o caminho p hospital parece uma pista de corrida, dakelas com bastante curva XD. A Flávia foi indo atras, pois iámos passar em casa pegar as bolsas... SSSEEEE, EU NAO TIVESSE ESQUECIDO A CHAVE EM CASA E O SIG A CHAVE DELE NO ESCRITORIO KKKK. Passamos direto pelo bairro e pegamos a estrada p hospital. As contrações ficaram ainda mais fortes e nessa hora, perdi o rebolado e comecei a gritar de dor. Minha sogra colocou a mão na minha barriga e começou a fzr círculos... PUUUTS, isso doeu d+ e na hora peguei a mão dela e coloquei nas minhas costas e falei "Ai, pelo amor de Deus, só nas costas!!". A doula atras e o Sig, voando na estrada. Na entrada do bairro, entrou na contramão e se perdeu. A Flávia passou na frente do nosso carro e passou a guiar o Sig p hospital e eu gritando dentro do carro (parecia akela cena do filme "12 é d+ 2" qdo a filha do Ton tava parindo tb kkkkk). Chegando no hospital, pegaram a cadeira de rodas e me levaram p consulta, enqto faziam a minha ficha, a Flávia foi comigo. Me examinaram e nessa hora, vi o famoso "tampão" na calcinha. DILATAÇÃO TOTAL!!!! Pediram p voltar p recepção p mudar de ficha de consulta p internação. Minha sogra q foi. A Flávia e o Sig foram comigo p centro de parto e me mandaram p sala de parto natural. Detalhe: A parteira do hospital jah tinha ido embora. Ligaram pra ela e ela voltou lah só p fzr meu parto!!! Acredito q a Flávia e a Kátia jah tinham conversado com ela sobre mim e jah deixaram td meio pronto... eu msm, não sabia... mas ameeeii!!
Na sala de parto, continuei na bola até a parteira chegar.

As contrações passaram a ficar diferente e me deu vontade fzr força. Eu levantava da bola e fazia pressão p baixo, sem msm saber o q tva fzndo, era tipo, instintivo (INCRIVEL, o corpo parece se comportar sozinho). A Flávia me ensinou uma exercicio de respiração p essa hora, p não cansar mto e deixar mais o útero trabalhar do q eu. Assim q ela chegou, me puseram na cama e começaram a monta-la p parto natural. Do jeito q montaram, eu podia ficar semi sentada com os pé apoiados em uma espécie de "pedal" e puxar por um arco q colocaram em cima de mim, ou puxar por dois puxadores do lado cama ou ficar de cócoras e me segurar nesse arco.

A primeira posição, dps de tentar de cócoras, consegui dar uma forçada a mais p ajudar a bb descer. A parteira fez um exame de toque e viu q a bolsa não tinha rompido ainda. Ela perguntou se eu permitia romper a bolsa p ajudar o bb descer, pois a membrana da bolsa (ela disse) estava segurando em alguns milimetros a cabecinha dela. Eu reconheço q isso é uma intervenção e q não pcisava, mas eu estava no meu limite de exaustão, então permiti. Ela rompeu e senti um pco de dor e as contrações ficaram mais fortes ainda. Comecei a fzr força p ajudar o bb descer. O Sig e a doula estvam me acompanhando kda um dum lado. Eu puxava o arco qdo vinha a contração e sentia ela descer. umas 4 eu senti, até q senti a cabeça dela bem ali, na saídinha jah... veio outra contração, forcei, mas ela não coroou... veio a segunda mais forte ainda, dei uma forçada e ela coroou... voltei e a contração continuou e tentei de novo... saiu a cabecinha com a mãozinha na orelha e, pra surpresa de tds, veio junto td o resto... saiu duma vez os ombro e ela todinha. Qse q ela cai dentro da bacia do parto kkkkkkkkkkk!!! Nem deu tempo de pegar toalha nada... foi na mão da parteira direto e dps disso, direto p meu colo.

Deitei p segura-la e eu não podia nem acreditar que ali, na minha barriga, estava minha pequena Verônica, pekeninha, linda, maravilhosa e kietinha, se mexendo devagar... ela ainda tava ligada em mim... tds esperaram ela começar a respirar sozinha... se mexeu, abriu um olhinho e fechou... abriu os dois... deu uma choradinha, mas logo ficou kietinha... abriu as mãos... e nisso, foi começando a respirar normalmente... ela olhou p cima, onde o Sig tava e ele chorou... o cordão parou de pulsar, a parteira prendeu os dois lados do cordão e deu a tesoura p Sig cortar...

Tiraram ela do meu colo e ela chrou bem forte!! A parteira viu q devido à ela ter saído com o bracinho junto com a cabeça e tb de forma tão rapida, houve uma pequena laceração, de grau 2 e seria necessario suturar. Ela me avisou e perguntei se teria anestesia (ow, sério msm, encaro um parto, mas tenho pavor de agulhas kkkkkkkk). Ela disse q sim e só esperou a placenta sair p começar a "ajeitar" a área p suturar. Enqto isso, eu olhava a enfermeira limpando a Veronica e o Sig indo lah, babar nela.

Eu só olhava e pensava q era a mulher mais feliz do mundo!! Pedi q não colocassem o colírio nela e não colocaram e tb não fizeram a sucção. Meu útero jah tava contraindo e saindo bastante sangue, então, disseram q me dariam uma injeção de ocitocina p amenizar (essa eu nao consegui escapar, mas td bem... era procedimento deles... algumas coisas não da p exigir né, ainda mais pelo SUS... mas só de ter csguido meu parto humanizado, eu jah tva mega feliz). Ela suturou e a Verônica veio pro meu colo de novo mamar.

Fikei olhando p ela e p Sig. Ele ainda tava chorando e me beijou um monte de vezes. A parteira, a Zizi (nem falei o nme dela, q feio rsrs) terminou a sutura, fez a assepcia e ds de td pronto, foi p casa. A Flávia me falou q ela voltou só p fzr meu parto. Tanto ela, qto as parteiras fizeram td de coração, pois jah sabiam q eu jamais poderia pagar p ter o PH. Aí elas foram embora e me deixaram com uma enfermeira meio estressada lah, mas de boa... ela tentou me dar banho, mas desmaiei. Ela me limpou na cama msm q me levou p Quarto da Maternidade. Fikei lah ate o dia seguinte, o Sig trazer minhas roupas e roupas dela. tive alta no dia 04/02 e vim p casa dos meus pais!!!

Bom, esse é o relato do meu parto!!

Ficou gigante, mas epsero q quem tiver paciência de ler, tenha gostado!

*****************************************************************************
Esse texto foi feito uns 20 dias depois do nascimento da minha filha. Relendo, ví vários termos que hoje, sei que são diferentes que já aprendi muito mais coisas. Mas deixo aqui, minha ressalva, de não mexer no texto original, para que eu mesma possa guarda-lo pra sempre!!!

*As outras fotos não entraram... vou postando aos poucos!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Visual novo!!

E aí? O que acharam do novo visual do meu blog???

Ainda falta dar alguns retoques, melhorar os gedgets... mas aos poucos, vai ficando do jeito que eu pensei!!

Mas nada disso faz sentido se pra vocês, não estiver bom!!

Eai, o que acharam??? Deixem seus comentários!

Up nos gêmeos ^^v

Gente, fiquei tão feliz com a repercussão que teve esse post, do parto natural de gêmeos, sendo que o segundo bebê nasce pélvico, que ontem postei e hoje já rodou bastante no facebook. To dando um up no link pro pessoal que vier aqui mais tarde, já o ter logo de cara, ok?

Segue o link:  http://mais.uol.com.br/view/bo4b4rc5be42/parto-normal-de-gemios-0402E0B973A6?types=A&

*To reformulando o visual do blog tah... vou deixa-lo com uma aparência mais voltado ao tema. E apesar de já ter trabalhado como web designer e designer gráfico, confesso que to com bastante de dificuldade de desenvolver um novo visual. Se alguem tiver alguma dica, é só deixar nos comentários ok?

Bjinhuuss!!

terça-feira, 26 de abril de 2011

Parto em casa: E se acontecer alguma coisa???

Eu estava no msn com uma querida amiga minha, que pretende ser mamãe logo logo e, segundo ela, "me enche os pacová com um monte de perguntas" kkkkkkkkkk... até parece né amiga, se eu não gostasse tanto do assunto qto vc, se a gente falaria qse sempre nisso né :D. Pergunte msm, pq suas perguntas são akelas q mtas mulheres querem fzr, mas tem medo ou qdo fazem, não são respondidas pelos seus médicos.

segue a nossa conversa no msn:




...kero q seja um blog onde as mulheres gostem de ficar p ler
miga, fala do meu blog p miga2
p ela nao ficar achadno q pn é esse horror todo
Amiga diz:sim sim
vou falar
mas posso te dizer uma coisa
ela acha q parto em casa é retrocesso
é tipo voltar na epoca de parteira se vc tem recursos

Arlene diz:nao se preocupe... ouço isso td hora kkkkkkkkkkkkkkkk
XD
as minhas colegas da escola me acham louca de divulgar isso
mas, uma coisa eu digo

Amiga diz:ela disse imagina se a criança tem qualquer tipo de complicação
sem uti sem nada

Arlene diz:os principais paises de primeiro mundo, tipo holanda, inglaterra, bélgica e outros mtos pcpmente da europa, o proprio governo, federal e estadual, incentivam que os partos sejam em casa, com midwifes, ou parteiras, ou enf obstetras, ou obstetrizes, seja q nome for
então... td mundo pergunta sobre as complicações
assim, vamos imaginar q uma mulher decida ter parto em casa
isso nao e resolvido no dia do nascimento, mas durante todo o pre natal
se o pre natal correr td ok, sem complicações, sem doenças, ok... um ponto a favor
se a mulher apresentar qqr tipo de doença, como diabetes, pressão alta, pre eclampsia, aids, sifilis, gonorreia, streptococus (uma bactéria perigosa p bb), ou qqr outra coisa, skece... ctza q vai pro hospital, sja pn ou cesarea...
aí blz... vamos supor então q tah td ok e a mae entra em tp em casa... o periodo de tp varia mto de mulher p mulher...
se tiver correndo td ok, nao tem pq se preocupar...
td bem q eu digo seria, coração do bb em ritmo ok, mãe em ritmo ok, nenhum sangramento, contrações ritimadas e tempo ritimado...
a obstetriz tem os ekipamentos necessários, tem sonar p coração do bb, tem luvas, tesouras, gaze, vitamina k, ocitocina, pomadas e pra emergencias, balão de oxigenio, obrigatorio ter em partos domiciliare
domiciliares
não é feito assim, na brincadeira, na raça, tipo, não partejamos na sorte
tem ekipamentos p parto em casa
então assim, continuando... a mãe e o bb estão bem, nada de complicações... da p continuar levando
aí, vamos supor q o trabalho de parto tah no msm passo há umas 3h... não tem mais dilatação, por exemplo, a mãe começa a sentir mta dor ... isso se chama parada de progressão
a enfermeira vai ouvir o coração do bb... suponhamos q esteja normal... aí ela vai conversar com a mae, explicar sobre a parada de progressão e investigar se a mae esta com medo, se ela nao está a vontade, se ela ker alguma coisa p ajudar a relaxar, pq a parada de progressão é em qse sua maioria, psicologica
a mae se sente ameaçada e o corpo manda parar o tp, pois pode (na cabeça da mae) colocar a cria em risco
mas, vamos supor q nao seja psicologico... a dor aumenta... aí é hora de ir p hospital
olha, até hj, jah li uns 200 relatos de parto
só vi isso acontecer em uns 7, sem kerer parecer tendenciosa... mas é verdade, lendo eu vejo qdo nao é psicologico
aí, por exemplo, chega no hospital, o problema pode ser: desproporção céfalo-pélvico, qdo a cabeça do bb é maior q a passagem da bacia da mae, mto raro... desse prob, nunca vi relatos...
pode ser q o bb esteja em posição invertida, em vez do rosto do bb estar virado pras costas da mae, está virado p barriga da mae, aí ele nao desce
nao encaixa... aí, nesses dois casos, é cesárea indicada
isso é uma cesárea necessaria
aí tah... vamos supor q nao tenha acontecido nada disso e a mae ainda está em casa, em tp
a mae está , vamos supor, umas 5h em tp e do nada, a mãe começa a se queixar de dorzinha de cabeça... averigua a pressão... tah começando a subir, hospital, na hora
ou então... ela começou o tp e ficou com a vista ruim... averigua a pressão
subiu? hospital
ou então... td bem até aí... a mae em fase latente ainda, akelas contraççoes fraquinhas... de repente, começa a descer um sangue vivo, em mta quantidade... sintomas de descolamento de placenta. direto p hospital, fzr cesarea de emergencia
ou então... vamos supor q a mae está em tp, jah no expulsivo, o bb tah descendo e nasce... e por algum motivo qqr, q uma mãe sadia, nao teria qqr motivo de acontecer, mas vamos supor, aconteceu do bb nascer roxinho e com apgar abaixo de 5, tem o balão de oxigenio tanto p mae qto p bb
se pcisar, os 2 recebem
vamos supor q tah td bem e dps de td, a placenta ainda não saiu... acontece, em raras vezes, qdo a mãe jah tem umas 2 cesáreas previas p exemplo... a placenta enraiza no utero pela cicatriz da cesarea
aí nao sai naturalmente
tem q ir p hospital
mas ai, nesse caso, o procedimento é com a mae, e nao c bb
temq fzr curetagem
mas, nesse caso, nenhum profissional pega parto domiciliar, de mae de mtas cesareas previa
jah vi um relato de uma mulher, de 3 cesareas previa, ter um pn em casa... mas ela, foi excessão
alias, acho q foi pn hospitalar
mas nao deu qqr problema
mas, suponhamos q nao deu qqr problema... mas o bb passou mto rapido e lacerou a pele da mae
a obstetriz tb é formada p saber dar pontos cirurgicos, se pcisar
o parto em casa nao tem risco, qdo a saude da mae e do bb estão em dia

Amiga diz:NOSSA Q LEGAL
POSTA TD ISSO Q VC ME FALOU NO BLOG

Arlene diz:hahahaha
é... boa idéia
vou ate procurar o video dessa moça q falei
td isso q falei é de artigos q jah li mto...
voupostar
posso colocar q o assunto surgiu, conversando com vc no msn??

Amiga diz:CLAROOO
CITA COMO UMA AMIGA Q PRETENDE EM BREVE SER MAMÃE E TE ENCHE OS PACOVA COM PERGUNTAS TOLAS
RS

Arlene diz:kkkkkkkkkk
q nada
são perguntas q td mulher ker fzr, mas nunca tem coragem de perguntar

Amiga, postei aki viu :D!!

O vídeo que falei é este aqui!! Maravilhoso, é como eu o descrevo!! Cheio de coragem, amor e mta vitória!!
  

Acompanhei um parto em agosto de 2010 e tirei fotos... aqui tah a foto do balão de oxigênio!!



E aqui, eu como doula pela primeira vez!!! Flora, vc e linda, maravihosa!!


Espero que gostem desse post bem popular, sem qqr rodeio ;)

*****************************************************************************
Quem leu os comentários deste post, viu que a minha querida amiga Luciana, de quem foi o parto que acompanhei em agosto, mãe da Flora, me permitiu colocar algumas fotos do seu Trabalho de parto, para enriquecer ainda mais este post.
Lu, agradeço de coração mesmo, por me permitir divulgar algumas imagens do dia que você me ajudou a descobrir o meu amor pela gestação, parto e maternidade!!!

Flávia Penido - Doula - e Alice.

Carinho do esposo - essencial - Márcio e Luciana

Euzinha hehe - Doulando, deixando a água quentinha.

Parteiras Patrícia e Kátia Zeny - só aguardando o momento certo.

Abraço do marido e carinho da filha. Presença da família sempre!

Chegou a Florinha, sob as vistas de toda família!

Parteiras ocitocinadas, emocionadas, ouvindo a Alice cantar
Alecrim dourado, para a Flora.

Medindo.

Pesando.

Carinho do papai o tempo todo!

Mamando logo na primeira hora de vida... huuum, que gostoso!

Super diferente de um parto hospitalar ao qual estamos habituados, não é??

Parto Natural de gêmeos, com o segundo pélvico

Eu vi esse vídeo no blog Parir é Natural, blog esse, aliás, que indico e muito, pois é um dos que encontrei uma enorme quantidade de material sobre parto natural, relatos, matérias, depoimento de doulas e parteiras... enfim, é um blog incrível!!!

Trata-se de um vídeo, talvez da década de 60/70, onde uma parturiente dá à luz, de forma natural, à gêmeos, sendo que o segundo bebê nasce pélvico - que é um dos "tópicos" mais usados pelos médicos para alegar uma cesárea, agendada para a sexta-feira mais próxima do dpp. No vídeo, estão dois profissionais (que não sei dizer se são parteiras ou médicos, ou alguma é doula...), e o pai, que segura uma criança maiorzinha, de aparentemente uns 2 ou 3 anos, que acompanha o nascimento dos irmãozinhos sem qualquer demonstração de medo ou de terror, mas em sua inocência natural, achando aquela cena mesma, ela muito natural (e o é, realmente).

Segue o link do vídeo: http://mais.uol.com.br/view/bo4b4rc5be42/parto-normal-de-gemios-0402E0B973A6?types=A&

Notem a serenidade da parturiente... nessa época, (observação minha) os partos eram imagináveis, pensados como algo natural, possível...

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Cordão umbilical, voltas e mais voltas!!

Gente, vi esse vídeo no Blog da Doula Cris de Melo, (Florianopolis) e me derreti!!!
Decidi coloca-lo aqui principalmente pcausa do terrorismo que os médicos fazem com as mamães em pleno TP, dizendo que seu bebê corre sério perigo de vida, pois o "cordão umbilical está enrolado no pescoço."
Não faz mto tempo (nem 2 meses) ouvi sobre um nascimento, correndo td bem pra um PN, acabou numa cesárea pcausa desse "cordão malvado" (ai ai...).

Cris, não aguentei esperar a autorização tah... é mto lindu, e mtas mamães aki pcisam MEESSMOO saber disso... Mas olhe, tah devidamente creditada, ok?

Segue o vídeo, com o texto resumidamente traduzido embaixo, ok?


Algumas informações trazidas no vídeo:
- Apenas 1 de cada 10 bebês com cordão enrolado, pode necessitar de uma cesárea. 
( A necessidade é avaliada durante o trabalho de parto, baseado no batimento cardíaco fetal.)
- Cerca de 40% dos bebês nascem com circular de cordão;
- A circular de cordão não deve ser causa de estresse e preocupação, na gestante nem ao profissional que esta assistindo o parto;
- O cordão umbilical nos dá nutrientes, oxigênio e energia quando nascemos. Só deve ser cortado após para de pulsar;

Cris De Melo

Téc Enfermagem
& Doula!

*****************************************************

OBRIGADA SUPER ANTECIPADO CRIIIISSS!!! BJUS!

O Parto é seu, empodere-se!!

Esse vídeo é muito lindo!! Me emocionei qdo o vi a primeira vez!!! Essa mulher determinada colocou o parto ao vivo numa tv via internet no Japão. Infelizmente, ao vivo não foi possível ver tudo até o final, mas o vídeo está aí, cheio de cenas emocionantes!!!

"Esse vídeo mostra o nascimento de minha quinta filha. Um parto natural domiciliar, mas poderia ter ocorrido da mesma forma em um hospital (se o sistema de saúde permitisse que fosse assim).
Um parto é um momento único na vida da mulher e deveria ser uma experiência de realização, uma experiência positiva, tanto quanto o ato sexual é, mas a grande maioria dos profissionais de saúde não se contentam em "assistir" o parto e auxiliar e isso acaba resultando em partos traumatizantes.
Toda mulher tem direito a escolha, tem direto a um parto de respeito.
Se você deseja um bom parto procure profissionais que te respeitem e encorajem a viver esse momento.
Acessem também: http://www.youtube.com/watch?v=KO9jYgPg1r0
Para maiores informações acessem:
http://opartoeseu.blogspot.com/
http://www.maternidadeativa.com.br/
http://www.blogmamiferas.com.br/

E para quem for de São Paulo participe do grupo virtual: http://br.groups.yahoo.com/group/materna_sp/ "

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Parto normal: Avanço ou retrocesso na saúde da mulher?

Esse vídeo... bom... as imagens falam por si!!!

Pra quem não está acostumado em como é o sistema, de cesareas e partos com intervenções, talvez pareça chocante demais... mas é realidade!!

Promoção no Blog Mamíferas!!!

Se tem um blog que eu super indico é esse: Mamíferas.
Lá tem tudo o que uma tentante, gestante e mãe precisa pra trocar idéias, formas as suas, tirar dúvidas, enfim... é um blog de mães e mamíferas para outras. SUPER INDICO MEEEESSSMOOOOO!!!

O blog está com uma promoção mega show!!! O sorteio de um livro que eu TO DOOOIIIIDDAA pra ler hehehhe!! Não pdia ser diferente né, pra uma futura estudante de obstetricia ;)

Quem pode participar?
Todo mundo! Grávidas, mães de crianças de qualquer idade e tentantes, do Brasil inteiro. Quem já foi premiada em outras promoções também pode participar. Vale lembrar que para essa promoção, continua valendo a regra para duplicar ou triplicar a participação. Para quem não se lembra: quem seguir o @mamiferas no twitter concorre em dobro. Quem fizer um post no próprio blog falando do concurso, ou divulgar a promoção em seu perfil do Facebook (sempre colocando o link para este post) também concorre em dobro. Quem seguir no twitter E divulgar em blog ou Facebook concorre em triplo.
Para mais informações, acesse http://www.blogmamiferas.com.br/

Eu já to divulgando e com certeza, jah fiz minha inscrição!!!

Beijooosss!!

sábado, 9 de abril de 2011

Mais um passo a favor da Obstetrícia... mais um passo a favor do Brasil!!

Meu blog é super novo!! Ele nasceu quando a "guerra" no campus da EACH USP Leste estava já, nas suas resoluções. Mas, pra quem curtiu meu blog e não ficou sabendo, vou resumir o que esteve acontecendo desde final de fevereiro...
Em meados de março (me perdoem, mas eu não me lembro a data exatamente), anunciaram que um grupo de trabalho da EACH USP Leste sugeriu o fechamento de 330 vagas das 1020 existentes na unidade, e que dessas, 60 do curso de obstetrícia passassem para o curso de enfermagem em outra unidade, extinguindo assim o curso a partir de 2012. Porém, profissionais já formados, ex-alunos, estudantes e futuros vestibulandos do curso, se mobilizaram desde então para protestar contra o fechamento dessas vagas e principalmente, contra a extinção do único curso que forma obstetrizes no Brasil. Foram realizados quase que todos os dias, protestos nas ruas e na frente do prédio administrativo do Campus Leste da USP, ganhando bastante repercussão também na TV e principalmente, nos noticiários on-line.



Um abaixo assinado on line foi criado e recolheu mais de 9mil assinaturas, todos pelo mesmo motivo: pedir pela continuidade da graduação em obstetrícia na USP. Veja o abaixo assinado aqui!

Houve apoio também do governador Geraldo Alkimin e também uma carta de apoio da Presidenta Dilma, e ambos citaram também apoio não só pela continuidade do curso, mas como pela manutenção e criação de um órgão para regulamentação da profissão. Veja a carta da Presidente Dilma aqui!

Essa semana, foi noticiado que a USP decidiu manter todas as vagas (GRAÇAS A DEUS - pois por um momento, temi não ter mais opção de que graduação fazer, já que não me vejo fazendo outra coisa que não seja obstetrícia ;)) e também a criação de um novo grupo de trabalho para melhor avaliação, com maior participação de professores e alunos (muito bem... isso sim, se chama democracia, e não monopólio, que foi feito antes).

TO FELIZ DEEEEMMMMMAAAIIIISSSSSSSSSS!!! UUUUUUUUHHHHHHHHUUUUUUU!!



Então pessoal, vou continuar meus estudos, agora com maior alegria ainda, em saber que poderei sim, prestar vestibular pro curso que tanto sonho ingressar!!

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Qual a diferença?

Eu faço curso preparatório para o Enem, aqui mesmo em Jacareí, pela prefeitura. Minha turma é mto da hora, tds mto esforçados.
Essa semana, minhas colegas e eu estavamos conversando sobre nossos planos pra faculdade; falei sobre a obstetricia que sonho em fazer e comentei q não aguentaria ver uma cirurgia. Uma delas perguntou como eu faria entao, e resumidamente, saiu "já que o Parto Normal hoje, também é uma cirurgia"... não entendi direito, no começo, o que ela quis dizer, mas logo me toquei: "Ah sim... o famoso parto FRANK, com td q tem direito... epísiotomia, tricotomia, posição ginecológica e muito mais, que faz o PN realmente parecer uma cirurgia. Diante da realidade de nosso sistema obstétrico e nossa cultura cesarista, lhe dei razão por pensar assim.
Em vista disso, preparei essa pequena matéria para mostrar a "diferença entre partos". Não pretendo dar uma aula, pois nem tenho a pretensão disso... mas somente tirar akela faixa de que parto normal é pra doidos...

 
Cesareana

 
Cesárea não é parto, é cirurgia!

 
No Brasil, a taxa de cesárea na rede privada chega a 90% e a 55% na rede pública (SUS), sendo que a OMS (Organização mundial da Saúde) recomenda que a taxa dessa cirurgia seja de apenas 15%. No Brasil a maioria das cesáreas são eletivas, ou seja, a mulher (ou médico) escolhe data e hora pro bebê nascer e, muitas vezes, a mulher nem chega a entrar em trabalho de parto. Uma minoria são cesáreas realmente necessárias (veremos os reais motivos pra uma cesárea logo mais abaixo). Numa cesárea:
  • A mulher é anestesiada na coluna (Rack)
  • Fica amarrada na maca, geralmente com os braços abertos
  • Um pano cobre a visão da cirurgia
  • São cortadas 7 camadas da pele e útero
  • As luzes são fortes, incomodando o bebê
  • O bebê é retirado de forma totalmente artificial e geralmente, apressada
  • A mãe deve ficar 6 horas em repouso, para se recuperar da anestesia

 

 

 
Felizmente, já existe a chamada Cesárea Humanizada, onde é visível a diferença de tratamento com mãe e bebê durante a cirurgia. Veja o vídeo: Intensidade das cenas: Moderada

 

 

 
INDICAÇÃO DE CESÁREA ANTES DO PARTO:
  • Placenta prévia: raro e claro
  • Herpes Genital com Lesão Ativa: raro e claro
  • Bebê em Posição Transversa: raro e claro
INDICAÇÃO DE CESÁREA DURANTE O TRABALHO DE PARTO:
  • Eclâmpsia: Raro e Claro
  • Prolapso de Cordão: Raro e Claro
  • Descolamento Prematuro da Placenta: Fácil de diagnosticar, raro de ocorrer
  • Desproporção Céfalo-Pélvica: Altamente discutível, largamente usada de forma errada
  • Parada de Proporção: Altamente discutível, largamente usada de dorma errada
  • Sofrimento Fetal Agudo: Altamente discutível, largamente usada de forma errada.

 
Parto Normal "Frank"

 
Todo Parto normal "Frank" é hospitalar, mas nem todo parto normal hospitalar é "Frank". Como assim?
O parto normal frank é o parto onde o carinho, respeito, atenção e paciência são termos totalmente desconhecidos. Onde as intervenções são rotineiras e o "bulling" é comum (se você gritar, vou te deixar sozinha... na hora de fazer não chorou, então não chora agora... se continuar gritando, vai faltar ar pro seu bebê e ele vai nascer retardado...). Num parto "Frank":
  • A mulher fica deitada desde o trabalho de parto
  • Fica em posição ginecológica no expulsivo
  • Não pode escolher a melhor posição para si
  • Não pode andar, comer, beber, se movimentar
  • Aplicação do "sorinho" - ocitocina artificial, que intensifica as contrações e com isso, a dor
  • Tricotomia (raspagem dos pelos pubianos)
  • Lavagem intestinal
  • Epísiotomia
  • Kristeller
  • Analgesia
  • Não pode ter acompanhante (direito garantido na lei n.º 11.108/2005)
  • O bebê é submetido à várias manobras que pode levar à distócia de ombro
  • O bebê é aspirado, sugado e limpo. Recebe colírio de Nitrato de Prata (para gonorréia) e vitamina k na coxa (ha opção oral - para evitar hemorragia).
  • Geralmente, apos isso, o bebê é separado da mãe, num berçario.

Felizmente, nem todos os partos hospitalares são "frank"... Vários já tem atendimento humanizado e mesmo hospitalar, tem um mínimo de intervenções ou não os tem. São parecidíssimos com o parto natural, que vou tratar logo abaixo.

Parto Natural

É o parto onde tudo acontece ao tempo e ritmo da mãe e do bebê, onde os papeis são muito bem definidos: a mulher como protagonista do parto e obstétras, enfermeiros, doulas e familiares como espectadores. Num parto natural:
  • Não há intervenções; não há pressa
  • A mulher tem liberdade para escolher a melhor posição para si, durante o trabalho de parto e expulsivo
  • Ela pode caminhar, fazer exercícios com bola de pilates, dançar...
  • A presença do companheiro, doula ou qualquer outra pessoa importante para a mãe é importantíssimo
  • Métodos não medicamentosos de alívio da dor, como massagens, acupuntura, compressas quentes, banho de imersão (banheira), chuveiro são muito utilizados
  • A mulher pode comer e beber, se sentir vontade
  • O parto pode ser realizado na posição que a mulher desejar, de preferência que não seja deitado
  • O bebê vai para o colo da mãe assim que nasce
  • Mama logo na primeira hora de vida, se quiser
  • A respiração começa de forma natural, respeitando o ritmo do bebê
  • O cordão é cortado tardiamente, que garante que mais células tronco, presentes no cordão umbilical, vão para a corrente sanguínea do bebê. O cordão é cortado assim que para de pulsar.
  • O parto pode ser realizado em casa ou em casas de parto, com equipe especializada
  • Em caso de intercorrência (que raramente ocorre), é feito a transferência para o hospital mais próximo.

Para mudar o mundo é preciso mudar a forma de nascer”. Michel Odent


Espero que gostem desse primeiro post. Volto logo mais!